28 C
Belém
qua, 19 fev 2020 13:44

Coluna do Salame

      Acompanhe de segunda a sexta as notícias do jornalista Edson Salame

      Concorrência

      Profissionais como eletricistas, técnicos em ar refrigerado e em fogões estão indo para Salinas não para gozar as delícias do lugar, mas, acompanhar os clientes de Belém que praticamente se mudam para o Sal. Quem não gosta nada disso são os trabalhadores que moram em Salinas que tem em julho, o mês de maior faturamento.

      Primo Pobre

      Enquanto Salinas, está preparada para as férias de julho, moradores de Mosqueiro e quem tem casa de veraneio ali, reclamam do estado da vila, com as ruas esburacadas e cheias de lixo. A situação é pior nos bairros afastados, como Carananduba e Baia do Sol.

      Sofrimento

      Quem vai ao Cemitério do Mosqueiro, além de enfrentar lixo e capim, ainda tem que enfrentar formigas que não dão sossego a ninguém, a não ser aos mortos enterrados ali.

      Denúncia

      A Coluna recebeu outra mensagem, de janeiro deste ano, em que o remetente errou de destinatário, falando sobre as supostas irregularidades no Detran, que ao invés de chegar às mãos de quem contratou as fraudes dentro do Departamento, chegou a outra pessoa por engano. Estas novas mensagens, são idênticas às descritas nas notas de sexta-feira.

      Denúncia 2

      O recado começa dizendo: “Já retirei suas multas do sistema, seu depósito foi confirmado. Hoje, pode vir buscar seu veículo e avisa seu irmão que está pronta a CNH dele. Estou com 12 motos dos leilões que não foram vendidas e sete carros todos completos, mas, estamos vendendo tudo no sigiloso, os carros a 8.000 e as motos a 3.000. Todos, eu entrego quitados no nome do comprador, sem restrições.”.

      Clínica Geral

      Este funcionário é um verdadeiro clínico geral. Tira multas, vende motos e carros e diz que está fazendo cinco CNHs, no sistema nacional no valor de 1.300 reais, “Só arruma uns clientes de confiança. Só lhe peço que continue preservando nossos negócios no sigilo, amigo.”.

      Reforço

      Este ano, o reforço policial mandado para Salinas foi o maior dos últimos anos. Esta movimentação policial já começa a dar resultado. A Delegacia de Salinas, que fechava depois de certa hora da noite, agora fica aberta o tempo todo.

      Reação

      No seminário dos governadores da Amazônia que começa, hoje, em Brasília, o governador Helder Barbalho se manifestará contra a transferência para Brasília e Manaus dos principais serviços da 2ª Região Fiscal da Receita Federal. O problema é que o Amazonas não terá o que reclamar da transferência é em Manaus que ficará o setor de fiscalização.

      Silêncio

      É impressionante o silêncio das poderosas entidades empresariais do Pará em torno da extinção dos serviços da Receita Federal aqui no estado. Aqui ficará apenas uma delegacia de atendimento ao contribuinte.

      Reforma

      É um arquiteto da CBF quem está fazendo o projeto de reforma do Mangueirão, que pode ter sua capacidade aumentada. O trabalho deverá estar concluído daqui a dois meses, quando o projeto será apresentado ao governador para ser feito o orçamento da obra.