D. Alberto: Denúncias Ganharam O Mundo

    O Jornal espanhol El País, um dos mais prestigiados da imprensa internacional publicou uma longa matéria sobre os escândalos envolvendo o Arcebispo D. Alberto Taveira.

    O órgão entrevistou quatro dos seis alunos do Seminário São Pio X. Um deles declarou que o religioso atraia os seminaristas para, na residência oficial, fazer sessões de suposta terapia para curar a homossexualidade.

    Nas sessões os jovens ficavam nus, junto com D. Alberto que sempre dizia que eram apenas testes para medir a tentação do sexo. O jornal mantém o denunciante no anonimato chamando-o de “A”, hoje com 26 anos, ele diz que começou a ser assediado quando tinha 15 anos, mas que começou a ser abusado aos 18.

    Outro entrevistado que o jornal identifica pela letra ”B” disse que tem atualmente 28 anos e que foi vítima do assédio de D. Alberto aos 20 anos, mas, que conseguiu se afastar de D. Alberto.

    “B” destacou que ganhou do Arcebispo o livro “A Batalha pela Normalidade Sexual e Homossexual”, do Psicólogo holandês Gerard Aarweg, com o qual costumava presentear outros seminaristas.

    O jovem “A” fez outras acusações contra D. Alberto, inclusive a de ficarem nus deitados no chão do escritório do Bispo já que, de quando em vez, o carro oficial da Cúria ia buscá-lo no Seminário.

    O El País tentou ouvir o MPE, mas, o órgão apenas confirmou que recebeu as denúncias e as encaminhou a Polícia para a abertura do competente inquérito que corre sob segredo de Justiça.

    O jornal tentou a Arquidiocese e recebeu a gravação do pronunciamento feito por D. Alberto Taveira durante uma Missa na Basílica Santuário de Nazaré; quanto ao Porta-Voz da Cúria, Cônego Ronaldo Menezes, continua mudo desde que foi designado para a função por D. Alberto Taveira.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui