A cena é colorida. Tem gente de todas as idades. São dançarinas, anjos e demônios, além de palhaços, princesas, tudo com muito glitz e purpurina, num clima de descontração e vontade de pular o carnaval de um jeito bem paraense, dançando guitarrada, carimbó, banguê e também brega, além de tecnobrega e lambada. O público gostou da ideia e tem lotado o Complexo Ver-o-Rio, onde acontece a segunda edição do Circuito Mangueirosa de Carnaval.

Em dois dias de evento, cerca de 15 mil pessoa já passaram por lá. A programação teve início na última sexta-feira (21), e a expectativa é que aumente esse número nos próximos dias. “Na soma dos cinco dias, a gente estima receber até 60 mil pessoas, circulando por aqui. O público já tem correspondido e esperamos que continue vindo até terça-feira”, diz Gustavo Moreira, da produção do Mangueirosa.

Dona Onete (Circuito Mangueirosa – Foto: Divulgação)

O Circuito Mangueirosa abriu com show de Dona Onete, Ita Lemi Sinavuru e DJ Jack Sainha, na sexta (21), e ontem (22), no palco do Pitiú teve DJ Rebarbada, logo no inicio da tarde, seguindo com show de Félix Robatto que além de músicas autorais, clássicos do carimbó e do brega. O bloco Lambateria saiu do Ver-o-Rio, com o grupo Lambadeiros do Trovão, por volta das oito da noite. A revoada seguiu em direção à Casa Mangueirosa, onde o Banzeiro recebeu o grupo Warilou e os DJs Ronny e Raul Bentes.

Neste domingo (23), o Pitiú do segundo dia de circuito dos blocos conta com shows do Bando Mastodonte e Filhos de Maiandeua. O Nação Ogan leva o Bloco Manada, a partir das 20h, seguindo em direção ao Banzeiro, com Jef Moraes e Leona Vingativa, encerrando com o Dj DBL e Dj GUS.

Na segunda-feira (24) é a vez do Lucha Libre, que inicia o Pitiú com shows do grupo Lauvaite Penoso e Layse, Orquestra Aerofônica e Raidol, além do DJ Phil Sucks. O bloco sai no inicio da noite, em direção a Casa Mangueirosa, puxado pela bateria da Escola de Samba Bole Bole e Iara Mê, que vai cantar muito rock`n`roll, mas com uma pegada bem carnavalesca. No Banzeiro vai ter Metaleiras da Amazônia e Karina Brito, além do DJ Damasound, Bernardo Pinheiro, encerrando com Lux Vs Mauvii.

O Mangueirosa encerra na terça-feira (25), com programação do Filhos de Glande, o mais antigo entre os quatro blocos que fazem parte do circuito, chegando ao seu 15ª ano, com homenagens, este ano, a Elza Soares. Logo no início da tarde, o bloco oferece ao público do Pitiú, shows da Guitarradas da Manas, com Thais Badu e Antônio de Oliveira, além da Orquestra Carnafônica dos Filhos de Glande com Joelma Kláudia, Mariza Black, Sammliz e Nega Rô.

Além das atrações paraenses, o Circuito recebe, no Pitiú, a cantora Gretchen, que faz um show junto com o músico Esdras de Souza. O bloco sairá às 20h, com a bateria da Bole Belo, com. A cantora Juliana Sinimbú e Um Sebastião. Já na Casa Mangueirosa , a partir das 21h, tem DJ Azul, DJ Roberto Figueredo e shows com Keila convida, Bruna BG, Bruno BO e Maderito. A noite encerra com o DJ Will Love.

A programação do Ver-o-Rio – Pitiú e Revoada – é gratuita. Para os shows do Banzeiro, na Casa Mangueirosa, o ingresso, que pode ser comprado nos caixas no próprio complexo turístico ou na portaria da casa, custa R$ 20,00 até meio noite e depois R$ 25,00. Patrocinio: Natura Musical / Lei Semear. Produção: Bando Mastodontes, Filhos de Glande, Lambada Produções, Mea Chuta, Melé Produções e Se Rasgum Produções. Realização: Circuito Mangueirosa.

Mais informações: www.mangueirosa.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui