A direção do Hospital da Ordem Terceira, falando sobre o episódio da mulher que teve o filho na calçada do Hospital, disse que o porteiro tinha dado uma informação errada sobre a existência de vagas. A Coluna lamenta que a diretoria tenha entregue ao porteiro do hospital a função de prestar informações tão importantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui