Invocando a jurisprudência recente do Supremo que manda que o delator seja o primeiro a ser ouvido, o advogado Roberto Lauria pediu à juíza que seja tomado o depoimento de Mônica Pinto, que denunciou ao MP o desfalque no Poder.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui