Alguns funcionários do Cartório de Registro de Imóveis do 2º Ofício alegam que sofreram assédio moral no dia em que o titular do Cartório foi afastado. Teriam sido revistados por representantes do TJE, além do fato de que só podiam entrar na serventia, acompanhados de um policial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui