Oficina para revelação de filmes PB abre nova turma

“O diferencial desses processos em relação ao digital está justamente na escala do tempo que devemos dedicar aos procedimentos“

0

A Kamara Kó Galeria abriu uma nova turma para a oficina Labfoto I – Revelação de filmes preto e branco, que será ministrada pelo fotógrafo Miguel Chikaoka de 02 a 11 de dezembro. Os encontros serão às segundas e quartas-feiras, das 19h às 21h30. As inscrições poderão ser realizadas até dia 30 de novembro, por meio de formulário eletrônico (http://bit.ly/LabFoto). São apenas 8 vagas.

O contato com a película pode parecer uma coisa já fora do nosso tempo, levando-se em consideração o mercado, ou pensando a fotografia como a gente entende ela, hoje, de forma digital. Miguel Chikaoka, porém, ressalta que assim como os processos mais antigos, o Abrótipo, o Cianótipo e outros alternativos, que nunca deixaram de ser praticados, o uso do filme não vai desaparecer por completo.

“O diferencial desses processos em relação ao digital está justamente na escala do tempo que devemos dedicar aos procedimentos. É um outro ritmo, que exige mais dedicação e atenção. Entendo que esse deslocamento gera um outro metabolismo no processo criativo”, diz o fotógrafo e também educador.

Trazendo aula teórica, roda de conversa e práticas de laboratório, o objetivo da oficina é apresentar, de forma teórica e prática, a base científica que constitui o fluxo de tratamento químico de filmes fotográficos preto e branco, além de propiciar a leitura crítica da imagem resultante, a partir do entendimento do que constitui a emulsão fotográfica e o que nela ocorre desde o momento do registro da luz até a sua revelação.

Antes de iniciar a parte prática, o grupo será convidado a desenhar detalhadamente o fluxo do processo anotando os procedimentos e os cuidados a partir das especificações do filme e dos produtos químicos, bem como a lista dos utensílios e as suas funções, até a obtenção do negativo e do positivo impresso por contato no papel fotográfico. Os resultados obtidos serão analisados e discutidos numa roda de conversa final onde serão abordadas também as alternativas de tratamento com produtos e ambientes caseiros.

Para a parte prática, será necessário dispor de um filme preto e branco já exposto para proceder a revelação. Para tal, os participantes que necessitem receberão orientações sobre o uso de filmes em câmeras analógicas de qualquer modelo, até mesmo artesanal.

Esta oficina encerra a série de oficinas oferecidas este ano pela Kamara Kó, que retorna com programação 2020 com a oficina Labfoto 2 que abordará o processo de tratamento e impressão de cópias em preto e branco a partir dos filmes revelados.

“A primeira turma em agosto foi um sucesso, a começar pela procura. Tivemos que ampliar o número de vagas e ainda ficou gente de fora. Essa nova turma, ainda este ano, visa atender esta demanda. A programação de cursos e oficinas para 2020 já está em construção com novidades e as inscrições para as oficinas dos primeiros meses serão abertas já em dezembro”, conclui.

Serviço
Oficina LabFoto 1
Revelação de filmes preto e branco. De 02 a 11 de dezembro, às segundas e quartas
Kamara Kó Galeria – Trav. Frutuoso Guimarães, 611, bairro Campina.
Carga horária: 15 horas. 8 vagas.
Investimento: R$ 300,00 (inclui uso do laboratório, utensílios e produtos químicos para processamento do filme).
Acesse o formulário eletrônico (http://bit.ly/LabFoto).

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of