As ruas são o palco para o Cidade em F(r)estras, uma iniciativa de artistas de Belém que realizam juntos intervenções em diálogo com a vizinhança, propondo movimento, deslocamento, encontros. Estão integrados nessa rede os coletivos Casulo Cultural, Casa Velha, Aparelho, sibilafilmes e Multifário, que levam para as ruas uma programação multiartes com projeções de videoartes, curtas, animação, documentários, em meio a fotovarais e apresentações de música, performances, teatro. A edição que completa um ano de atividades do coletivo será no bairro da Pedreira, no próximo dia 05, a partir das 17h.

As cenas nas ruas já envolveram mais de mil pessoas, mobilizando para um movimento das cidades, seus personagens, suas ruas: trata-se de abrir espaço para uma ocupação de suas praças, becos, ruelas, caminhos. O projeto Cidade em F(r)estas vem tentar movimentar as ruas, redescobrir o contato com a vizinhança. Nas ruas fazer um cinema e mostrar as produções brasileiras e principalmente paraenses, fazer pessoas se conectarem com outras pessoas e outros pensamentos.

O projeto existe a partir de movimentos de pessoas de diferentes bairros, que cedem espaços em suas residências ou entidades para receber a programação. Vizinhos e público que trafega na área é envolvido a participar. Para essa edição no bairro da Pedreira, o projeto foi convidado pelo coletivo Manas, de fotografia, que vai promover um Ensaio Aberto de fotografia, na calçada, abertos aos circulantes durante toda a programação.

A programação conta também com música, com o grupo O Mercado do Choro, formado por jovens músicos dedicados à pesquisa e criação do gênero musical choro – Tiago Amaral (Clarinete), Carla Cabral (Cavaquinho), Diego Santos (Violão 7 cordas), Gabriel Ventura (Percussão), que se apresentam a partir das 20h. A produção do grupo nasce da poesia da cidade e de sua paisagem sonora. Seja nas praças ou nos mercados, a rua se torna um lar de encontro de músicos que tocam e compõe o mais abrangedor dos gêneros musicais brasileiros: o choro.

Arte social

A artista visual Mônica Lizzardo, que faz parte do coletivo Manas, faz o pré-lançamento da coleção Plano 14, nesse Cidade em F(r)estas. Ela dará uma pequena mostra de fotografias estampadas em vestidos, blusas e outras criações em roupas. Assim, imagens produzidas na região da Usina de Belo Monte, das transformações na natureza e nas pessoas, farão parte do desfile Plano 14, da Vestigium, a partir das 18h40.

Mundo cão: exposição itinerante

Os caminhos, as cenas: a exposição itinerante Mundo Cão faz parte da programação e convida artistas e fotografxs para compartilhar na rua em fotovaral aberto para fotografias, pinturas, colagens, performance e outras formas de arte. “Percursos em fluxos a partir de convite de organizações parceiras e moradores, tendo a rua como travessia. As cenas são estes desenhos flagrados no click no traço para dar a ver as cenas delicadeza e violência abertas ao olhar!”, diz a artista Galvanda Galvão, integrante do coletivo. Ao final do ano o projeto pretende realizar uma exposição, a partir de fotos dos fotovarais sobre a temática.

Serviço
Cidade em F(r)estas, arte na cidade
Sábado, dia 05/10, a partir das 17h, na Trav. Lomas Valentinas, 844
Entrada livre. Contribua com quanto puder
Mais informações pelo 98138-7691

PROGRAMAÇÃO
17 – Lambe e fotovaral “Mundo cão”, livres para contribuições de fotografias, poesias, desenho e outras artes
18h – Ensaio Aberto de fotografia na calçada, com o Coletivo Manas
19h – Projeções Cidade em F(r)estras
19h40 – Desfile coleção Plano 14, de Mônica Lizzardo
20h – Música com grupo O Mercado do Choro

Realização: Casulo Cultural, Casa Velha, sibilafilmes, Literartela e Multifário, e editora Uxi Cão.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of