O Paysandu, além de alegar que o pênalti que favoreceu o Náutico não existiu, alegará, também, que os cinco minutos de prorrogação não se justificavam. O presidente do Paysandu já deu entrada no pedido de anulação do jogo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui