A Polícia Militar mantém, no Comando de Operações Especiais, atiradores especiais, os chamados snipers, que são permanentemente treinados, inclusive no Rio e SP. A força importou fuzis especiais de alta precisão que são usados pelo grupo que, até agora, felizmente, não precisaram ser usados.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of