A Polícia Militar mantém, no Comando de Operações Especiais, atiradores especiais, os chamados snipers, que são permanentemente treinados, inclusive no Rio e SP. A força importou fuzis especiais de alta precisão que são usados pelo grupo que, até agora, felizmente, não precisaram ser usados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui