O fotógrafo Miguel Chikaoka, fundador da Fotoativa, que está completando este mês 35 anos, traz novidades ao cenário da fotografia. A partir deste semestre ele inicia várias oficinas em novo espaço, a Kamara Kó Galeria, uma delas, intitulada “Sentido do Olhar – De Olhos Vendados”, cujas inscrições foram prorrogadas até o dia 25 de agosto. É o ensaio para ações sistematizadas de fotografia que a galeria passará a oferecer ao público ano que vem.

A oficina introduz conhecimentos básicos sobre o processo fotográfico desde a pré-história até os dias atuais através da abordagem do que constitui a gênese do processo fotográfico e estimular o exercício do pensamento crítico-criativo sobre o “fazer fotográfico” e suas possibilidades.

“Sentidos do Olhar: De Olhos Vendados” é pautada na prática reflexiva, com atividades que envolvem a construção e uso de dispositivos de visualização e captura de imagens, jogos e exercícios sensoriais, práticas de campo e rodas de conversa.

Haverá encontros regulares às segundas e terças, das 19h às 21h30, com atividades complementares a serem combinar como saídas para vivências e práticas de campo, laboratório, consultas e orientações presenciais ou on line.

Pessoas interessadas, a partir de 16 anos, podem participar desde que tenham disponibilidade para frequentar todas as atividades, possuam câmera fotográfica e computador pessoal para prática do fluxo de trabalho, como a organização e tratamento de imagens digitais. A carga horária total é de 42 horas (em 12 encontros + 3 saídas para vivências de práticas de campo + práticas de laboratório, consultas e orientações presenciais ou on line).

Miguel Chikaoka, natural de Registro-SP, vive e trabalha desde 1980 em Belém-PA, onde idealizou a criação da Associação Fotoativa (1984) e da Agencia Kamara Kó Fotografias (1991). Seu processo de trabalho na educação é pautado em abordagens que buscam expandir os sentidos do olhar para além da fotografia.

Como autor, experimenta processos que transitam entre imagens, objetos, instalações e performances. Há mais de 3 décadas ministrando cursos, workshops e palestras soma uma extensa lista participações em eventos e instituições no Brasil e exterior.

Em 2012, recebeu o Prêmio Brasil de Fotografia e a Comenda da Ordem do Mérito Cultural por sua contribuição à cultura brasileira. Em 2015 foi contemplado com o Prêmio Marcantonio Vilaça pela Fundação Nacional da Arte do Ministério da Cultura do Brasil.

Kamara Kó – A Kamara Kó surge em Belém do Pará, em 2011, e encontra-se afinada com o eixo conceitual que norteia a ações e projetos desenvolvidos desde os anos 1980 pela produtora cultural Makiko Akao e o fotógrafo educador Miguel Chikaoka.

A galeria, espaço expositivo voltado para difundir a fotografia contemporânea, promove também a interlocução através bate papo com os artistas, instituindo relações de convivência entre fotógrafos, colecionadores, críticos e aqueles interessados no processo fotográfico.

No segmento educativo e formativo a Kamara Kó pretende reforçar e sistematizar a realização de oficinas, cursos e palestras sobre o exercício da fotografia de forma crítica e a dialógica com outras linguagens e áreas do conhecimento.

Serviço
Oficina: “Sentidos do Olhar: De Olhos Vendados”
De 10 de setembro a 30 de outubro de 2019.
Na Kamara Kó Galeria (Travessa Frutuoso Guimarães, 611, bairro Campina).
Inscrições até dia 25 de agosto, pelo site da Kamara Kó www.kamarakogaleria.com.br.
Apenas 12 vagas.
Mais informações pelo e-mail kamarakogaleria@gmail.com ou pelo WhatsApp 91 99983-3185.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of