Os serviços de Inteligência da Segup e, particularmente, da Susipe não funcionaram e foram surpreendidos com a violência do massacre, que colocou o Pará no noticiário do mundo todo. O Conselho Nacional de Justiça havia feito uma inspeção na unidade prisional neste mês de julho e o havia considerado “superlotado e em péssimas condições”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of