O processo de canonização de D. Antônio de Almeida Lustosa foi aberto pela Arquidiocese de Fortaleza em 1993 e encerrado por Orani Tempesta, em 2006, quando o Cardeal do Rio de Janeiro era o Arcebispo de Belém, que o encerrou e o remeteu a Roma.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of