Os funcionários da agora extinta 2º Região Fiscal e a subordinação de seus serviços a Brasília que foram à reunião de quinta feira para conhecer o novo superintende, Lindemberg Baltazar, e o Delegado de Fiscalização, Leonardo Barbosa Frota, saíram do encontro com a convicção de que o governo não fez nenhum estudo para fundir as delegacias da Amazônia com a do centro oeste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui