O trabalho dos governos paraenses de atrair investidores estrangeiros para aplicar aqui, nunca deu resultado. Na década de 1970 apareceu por aqui o que seria um grande investidor que, segundo ele, queria montar um frigorífico em Belém para exportar carne bovina para a Europa. Ao fim e ao cabo descobriu-se que se tratava de um vigarista que fugiu sequestrando um avião turbo hélice da Cruzeiro do Sul que o levou para Cuba.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of