Somente depois que as investigações dos crimes da Passagem Jambu chegaram aos militares da Polícia Militar é que a Divisão de Homicídios sentiu que estava no rumo certo. É que a Polícia acha que só quem é familiarizado com armas poderia acertar facilmente tiros nas cabeças das vítimas, como aconteceu no Guamá e em outras execuções em Belém.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui