Quando o Grupo Yamada entrou em recuperação judicial selecionou várias lojas para passar em frente. O Grupo Mateus ficou com algumas delas. As que sempre apresentaram boa lucratividade foram mantidas no grupo. Entre elas, a de Salinas que no auge de vendas do grupo e sem a concorrência do Líder chegou a faturar em julho mais de R$ 1 milhão.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of