A coluna torce para que o atual governo consiga reequilibrar as contas da Cosanpa e com isso evite a sua privatização, como prometeu o governador Helder Barbalho, mas não será uma missão fácil. A grande maioria de seus funcionários já tem tempo para se aposentar, porém continuam trabalhando para evitar uma grande perda de renda. O presidente da Cosanpa, Márcio Coelho, na entrevista que deu ao jornalista Mauro Bonna, apontou números assustadores quanto à operação da companhia: da água tratada 40% é perdida e há casos de inadimplência em alguns pontos da cidade que chega 70%.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of