Preocupado por três crimes cometidos em horários diferentes, um morador do bairro de Nazaré telefonou para o CIOP na sexta-feira passada e no sábado em três momentos diferentes durante os dias. No primeiro telefonema, os policiais chegaram 45 minutos depois e nas duas outras vezes nem apareceram.

Artigo anteriorContinua
Próximo artigoCana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui