A vida financeira da CDP, que já não era boa, piorou com a queda da ponte Moju Cidade. É que o movimento de cargas do porto de Vila do Conde caiu pelo aumento da lentidão que os caminhoneiros têm que enfrentar agora. Para levar ou retirar cargas do porto o sofrimento dos motoristas dobra. É que além da fila para esperar a balsa para a travessia ainda tem uma segunda fila, esta no porto, para deixar ou retirar a carga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui