Desde que aconteceu o acidente com a ponte sobre o Rio Moju os embarques de bois em pé para o exterior foram suspensos. Os animais não resistiriam a uma viagem de caminhões que ficam esperando para entrar na balsa, por até, 15 horas, fora o tempo em que o gado viaja dos municípios onde são criados para Belém. A CDP teme que os empresários ligados ao negócio passem a optar pelo porto de São Luiz, no Maranhão, não voltando mais a usar o de Vila do Conde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui