Baseado no trabalho do Professor Luiz Ercílio, as entidades empresariais vão pedir o apoio do governo do estado para conseguir junto ao IBAMA o fim do cancelamento das pesquisas. O prejuízo é muito grande, inclusive para a Enasa, que alugava dois armazéns do cais para as empresas estrangeiras que faziam a pesquisa e que guardavam neles todo o material usado nas operações compradas no comércio do Pará.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of