Parece que a Força Nacional não inibiu os executores das mortes na área metropolitana de Belém. De sexta para sábado foram registradas seis mortes em Belém: três no Jurunas, sendo um policial, duas na Condor e uma no Tapanã, onde a vítima foi executada dentro de casa. Nada menos de 14 agentes de segurança, 13 PMs e um Guarda Municipal, já foram mortos de janeiro até 5 de abril.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of