O assassino italiano Cesare Battisti, que jurava inocência no Brasil, confessou aos promotores italianos que fazia isto para ter o apoio da extrema esquerda por países por onde passou. Aqui ele ganhou o status de exilado político, concedida pelo presidente Lula, no último dia de seu governo. Para a esquerda brasileira foi um duro golpe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui