A entrada de Wagner Portugal nos negócios com a saúde pública, segundo os investigadores, ocorreu em Belém, onde o Cardeal era o Arcebispo, que o apoiou para que ele chegasse a administrar seis hospitais públicos. Não há, até agora, indício do envolvimento direto de D. Orani no esquema, conforme insinuou o ex-governador Sérgio Cabral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui