Nem tudo são flores no turismo para Salvaterra. Enquanto o setor privado tenta impulsioná-lo, o Poder Público o trava. A lancha rápida tem que atracar num flutuante, o que torna desconfortável e perigoso o embarque e desembarque dos passageiros que ainda esperam o terminal fluvial prometido pelo governo Simão Jatene. Com todas as dificuldades, a proprietária da lancha rápida está construindo mais uma embarcação do mesmo tipo para colocar na linha Belém-Salvaterra-Soure-Belém.

#salvaterra

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of