No dia oito do corrente a coluna publicou a informação de que D. Orani Tempesta, Cardeal do Rio de Janeiro, estava ligado a OS Pró Saúde que, por sua vez, tinha forte influência da Igreja Católica. Terça-feira, durante o depoimento que prestou ao juiz da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, o ex-governador Sergio Cabral escancarou a corrupção que havia na Secretaria de Saúde em seu governo, que era movido por propinas. Sergio Cabral, sem citar provas, disse que a Pró Saúde pagava propina para ter os contratos de administração dos hospitais cariocas. E finalizou as declarações: “Com todo o respeito ao D. Orani, ele (D. Orani) tinha interesse nisso!”.

#sergiocabral #prosaude #domoranitempesta

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of