Uma decisão do Conselho Nacional de Justiça, que não permite que interinos chefiem cartórios, determinou a saída do oficial que estava à frente do Cartório Marítimo que estava em mãos da família Moraes há 87 anos. Uma tabeliã substituta foi nomeada até que seja marcado um concurso público que só será efetuado em 2022. No Brasil todo, só existem dois cartórios marítimos: um em Belém e outro no Rio de Janeiro.

#cnj #cartoriomaritimo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui