Se não fosse o Comando Militar do Norte realizar uma solenidade no dia 17 de janeiro último para marcar os 150 anos de falecimento do primeiro general paraense, Hilário Gurjão, a data não seria lembrada. Aliás, a casa em que o militar nasceu, na rua que tem o seu nome, está em escombros. Inclusive a placa de mármore que a identifica está quase caindo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui